0 item(s)
R$ 0,00

    Maria Augusta

    Graduada em Letras (Português –Alemão) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro –UERJ. Graduada em Língua Inglesa – SBCI (Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa). Graduada em Língua Italiana – IIC (Instituto Italiano de Cultura). Professora de Língua Portuguesa para concursos públicos há mais de 15 anos. Professora de Língua Portuguesa da EMERJ – Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro. Professora de Língua Portuguesa da FESUDEPERJ – Fundação Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro. Professora de Língua Portuguesa da AMPERJ –Associação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Professora de Língua Portuguesa do Complexo de Ensino Renato Saraiva – CERS. Professora de Língua Portuguesa do CEGM – Centro de Estudos Guerra de Moraes. Professora de Língua Portuguesa do Curso Jurídico – Curitiba. Professora de Língua Portuguesa do Curso Reta de Chegada. Professora de Língua Portuguesa do Curso Aprimore. Autora da obra PORTUGUÊS ESSENCIAL PARA CONCURSOS Autora da obra digital Coleção Tribunais para Analistas e Técnicos- CERS Editora. Colaboradora da Folha Dirigida.

    Dicas de Redação

    Querido aluno, é um prazer escrever um pouco para você e oferecer parte do meu conhecimento referente às técnicas de redação de um bom texto.

    Descrevo abaixo, de uma forma muito simples ,mas funcional, algumas dicas básicas para ajudá-lo a conquistar a tão desejada vaga num concurso que exija conhecimento de redação.

    1 - TEMA - Ao receber sua prova, vá à folha da proposta da redação e verifique logo o tema que deverá desenvolver. Quando estiver respondendo às questões, você já terá em mente o que buscar como argumentação e, se ao longo da prova tiver alguma ideia interessante, anote-a. Muitas vezes, algumas questões trazem conteúdo bastante interessante ao tema.

    2 - TÍTULO: Não é obrigatório, a não ser que a banca o exija. E ela deixará essa solicitação muito clara. Se for exigido, centralize-o na linha. Não o pontue. Não o sublinhe. Não pule linha para começar sua redação!

    3 - LINHAS: Normalmente a banca solicita do candidato um texto entre 20 e 30 linhas. Não ultrapasse em hipótese alguma o limite de linhas dado pela banca. Procure escrever até o limite solicitado. JAMAIS pule linhas entre os parágrafos!

    4 - MARGENS: Margens existem para serem obedecidas. Jamais ultrapasse a margem. Não deixe um espaço ao fazer a translineação. Ao iniciar um parágrafo, use 2 ou 3 centímetros para marcá-lo. Alinhe-os. Não faça margens diferentes para iniciar cada um.

    5 - TRANSLINEAÇÃO: Não use em seu texto grande número de translineações. Evite-as. Se a translineação for inevitável, faça-a com segurança.

    6 - Muito cuidado com a letra! O primeiro critério de avaliação é a legibilidade. Reserve um tempo razoável para passar seu texto a limpo.

    7 - Atenção às regras de acentuação. De acordo com o edital, aceitar-se-ão as duas formas: regras anteriores ao Acordo Ortográfico /2008 e regras propostas após o Acordo. Não as misture! Opte por uma forma.

    Atenção ao til (ele deve ficar sobre o “a”), aos acentos, às vírgulas, à cedilha!

    Não esqueça o pingo sobre o “i” e o “j”.

    Não faça “n” ou “m” como “u”.

    Se optar pela letra de forma, faça a distinção bastante clara entre maiúsculas e minúsculas. Não escreva seu texto todo em CAIXA ALTA.

    8 - Procure manter alguma simetria entre o número de linhas dos parágrafos. Exemplo: não faça um parágrafo de desenvolvimento com 3 linhas e outro com 10 linhas.

    9 - Rasuras: Evite-as. Faça o rascunho e reserve um tempo razoável para passar sua redação a limpo. Lembre-se de que a folha da redação é o “seu retrato”, que chega às mãos do examinador! Ela deve estar limpa, sem rasuras ou manchas de qualquer espécie. Não coma ou beba nada enquanto estiver passando a limpo seu texto. Se for inevitável uma rasura, faça um traço apenas sobre a palavra errada e reescreva-a ao lado.

    10 - Muito cuidado com repetições desnecessárias! Repetições empobrecem o texto. Evite o “queísmo”.

    11 - Jamais use gírias, provérbios. Evite o padrão da oralidade e evite também a linguagem rebuscada. Cuidado com pleonasmos, como: há muitos anos atrás, monopólio absoluto etc. Evite muitos advérbios!

    12 - Ao desenvolver a argumentação, não deixe ideias vagas, fundamente-as. Não adote posições radicais.

    13 - Seja claro, objetivo. O bom texto é aquele que pode ser lido e entendido por qualquer pessoa. A capacidade de síntese é um dos pontos avaliados pela banca. Desenvolver um tema de forma clara, objetiva, sem divagações é o que se espera do candidato.

    14 - Não fuja do tema! Muitas vezes, o candidato se deixa levar por determinada ideia, envolve-se muito e não percebe que se desviou radicalmente do assunto proposto. Esse é motivo de anulação do candidato!

    15 - Evite períodos muito longos. Quanto maior o período, maior a possibilidade de erros de pontuação, concordância etc. Não use verbos na 1ª pessoa do singular.
    Se a banca solicitar um texto dissertativo expositivo, o candidato deverá expor dados, mantendo a impessoalidade.

    Se a banca solicitar um texto argumentativo, deverá convencer o leitor de um ponto de vista. Para isso deverá usar argumentos baseados em ideias comuns, que todos partilham. Deverá, ainda assim, evitar a 1ª pessoa do singular.

    16 - Faça um pequeno esquema antes de escrever. Pense no que deseja usar na INTRODUÇÃO, nos argumentos de cada parágrafo do DESENVOLVIMENTO e na CONCLUSÃO.
    O esquema deve ser muito simples. Veja!

    1)Introdução: tema + enumeração dos argumentos que usará : 1, 2 ou 3
    2) Desenvolvimento do argumento
    3)Desenvolvimento do argumento 2
    4)Desenvolvimento do argumento
    5)Conclusão: tema + observação impessoal, com foco na sociedade (de preferência otimista)

    Atenção! Sua redação pode ter apenas dois parágrafos de desenvolvimento.

    17 - Leia o que escreveu a cada cinco, seis linhas. Será mais fácil alterar algo de que não gostou ao longo da escritura do texto.

    Por fim, busque a simplicidade, a clareza e a objetividade! Cuidado com o vocabulário, a concordância, a pontuação, a ortografia. Evite perder pontos por erros dessa natureza. Vigie a coesão e a coerência! Não deixe ideias soltas.

    Não deixe que a insegurança o impeça de escrever!
    Boa sorte!
    Grande abraço!

    Você pode se interessar também por:

    mockup-questoes-lingua

    30893089

    É só começar.... Como elaborar uma redação de aprovação!

    Outros colunistas

    Ver Todos

    Produtos do Colunista
    1. Gramática da Língua Portuguesa 1ª edição

      99.9 R$ 99,90
      3X SEM JUROS de R$ 33,30
    2. Coleção Descomplicando - Redação 1ª ed

      86.9 R$ 86,90
      3X SEM JUROS de R$ 28,97
    3. Questões Comentadas - Língua Portuguesa

      86.9 R$ 86,90
      3X SEM JUROS de R$ 28,97